fbpx

Formação-acção para PME

Ficha de Projeto

Designação da candidatura | Formação-acção para PME

Candidatura | POCI-03-3560-FSE-000223

Objetivo principal | Desenvolver competências dos empresários e trabalhadores
na área do Turismo, visando mudanças organizacionais das empresas. Dinamizar
o tecido empresarial da região, visando o aumento da competitividade.

Região de intervenção | Norte

Entidade beneficiária | Associação Comercial, Industrial e de Serviços de
Mogadouro

Ver Ficha: Ficha de Projecto_CTP ACISM_

Com a declaração do fim do estado de emergência e com a entrada em vigor do estado de calamidade pública, com o consequente regresso à “normalidade possível”, obrigando a que continuem a ter que ser implementadas medidas de contenção/mitigação do risco, vem a Douro Superior, Associação de Desenvolvimento, sensibiliza-los para este tema, remetendo-lhes em anexo informação que se considera útil com vista à adaptação das microempresas no contexto da pandemia COVID 19.

De acordo com a informação pública existente, é expectável que a fase candidaturas possa ter início previsto para o próximo dia 11 de Maio.

Com os melhores cumprimentos,
Catarina Dias

Coordenadora da Equipa Técnica Local

Ver Informativo: Incentivos à adaptação das microempresas

Exmo.(a) Sócios(as),

Passamos por uma fase de emergência que anuncia grandes dificuldades à grande maioria dos empresários e particulares, acarretando vários desafios devido às alterações fiscais que ocorrem diariamente. Em anexo segue o plano de pagamento das obrigações fiscais à data de 27 de Março, não sabemos se serão as definitivas ou se ainda haverá alguma alteração, uma vez que já se encontra aprovada e promulgada, contudo a ACISM encontra-se disponível e atenta para esclarecer todas as dúvidas.

Brevemente, quando estiver aprovada na Assembleia da República (2 de Abril), iremos enviar mais detalhes sobre as moratórias de prestações bancárias e de outras instituições, bem como os financiamentos possíveis para os vossos negócios e outros apoios possíveis.

 Estamos em teletrabalho e atentos ao que se passa, qualquer nova norma vamos dando notícias.

Com os melhores cumprimentos,

Carlos Paulo

Ver Quadro Explicativo: Quadros-explicativos-para-empresas_Completo

No dia 18 de março de 2020 foi decretado o estado de emergência em Portugal, através do

Decreto do Presidente da República n.º 14-A/2020, de 18 de março.

A Organização Mundial de Saúde havia qualificado a situação atual de emergência de saúde

pública ocasionada pela epidemia da doença COVID-19, tornando-se imperiosa a previsão

de medidas para assegurar o tratamento da mesma, através de um regime adequado a esta

realidade, que permita estabelecer medidas excecionais e temporárias de resposta à epidemia.

A situação excecional que se vive e a proliferação de casos registados de contágio de COVID-

19 exige a aplicação de medidas extraordinárias e de caráter urgente de restrição de direitos

e liberdades, em especial no que respeita aos direitos de circulação e às liberdades

económicas, em articulação com as autoridades europeias, com vista a prevenir a transmissão

do vírus.

É prioridade do Governo prevenir a doença, conter a pandemia, salvar vidas e assegurar que

as cadeias de abastecimento fundamentais de bens e serviços essenciais continuam a ser

asseguradas. Com efeito, urge adotar as medidas que são essenciais, adequadas e necessárias

para, proporcionalmente, restringir determinados direitos para salvar o bem maior que é a

saúde pública e a vida de todos os portugueses.

A democracia não poderá ser suspensa, numa sociedade aberta, onde o sentimento

comunitário e de solidariedade é cada vez mais urgente. Assim, a presente resolução pretende

proceder à execução do estado de emergência, de forma adequada e no estritamente

necessário, a qual pressupõe a adoção de medidas com o intuito de prevenir a transmissão

do vírus e conter a expansão da doença COVID-19.

 

Ver Comunicado: Res_COns_Ministros_19Mar2020.pdf.pdf.pdf

Exmo.(a) Senhor(a),

Face à situação pandémica do COVID-19, o Governo tem vindo a adotar um conjunto alargado de medidas de apoio às empresas e cidadãos, em que se enquadram as medidas de apoio extraordinário, temporário e transitório, para manutenção dos postos de trabalho e mitigação de situações de crise empresarial, criadas pela Portaria n.º 71-A/2020, de 15 de março, retificada pela Declaração de Retificação n.º 11-C/2020, de 16 de março, e alterada pela Portaria n.º 76-B/2020, de 18 de março.

Contamos que muito em breve esteja disponível no nosso site www.iefp.pt e portal iefponline, a regulamentação das medidas que são da responsabilidade direta do IEFP e a abertura das candidaturas:

  • Plano extraordinário de formação;
  • Incentivo financeiro extraordinário para apoio à normalização da atividade da empresa.

Pode consultar a seção de FAQ no site do IEFP e para mais esclarecimentos, utilize a seção de dúvidas COVID-19 no portal do IEFP.

Os nossos serviços continuam a trabalhar para poder dar uma resposta rápida às suas questões e necessidades, quer relacionadas com as novas medidas quer com toda a atividade de recrutamento e candidaturas às medidas de emprego. Pode, como sempre, contactar-nos por email e telefone, utilizando os contactos diretos do serviço de emprego com quem costuma articular, ou ligando para o nosso centro de contacto: 300 010 001 das 8h às 20h (dias úteis).

Conte connosco, para que todos juntos possamos ultrapassar, tão rápido quanto possível, este momento particularmente difícil.

Com os melhores cumprimentos,

Instituto do Emprego e Formação Profissional

Caro(a) Associado(a)

Face à evolução da pandemia COVID 19 é nosso dever pensar no bem estar de todos os associados, devemos recomendar que evitem riscos de contágios. Esta instituição apela a todos vós que se protejam e sigam as instruções emanadas da Direção Geral de Saúde.

Em articulação com o Sr. Presidente da Assembleia Geral, Engº Bruno Amador, segue em anexo o comunicado que vamos adiar a assembleia geral de contas que deveria estatuariamente decorrer em Março, até que o risco seja reduzido.

 

Ver Comunicado: Comunicado COVID-19

 

Com os melhores cumprimentos.
ACISM

Caro (s) Associado (s),

Vimos por este meio informar, da Abertura do Período de Apresentação
das Candidaturas na medida que abaixo se descreve:

ANÚNCIO DE ABERTURA DE PERÍODO DE APRESENTAÇÃO DE  CANDIDATURAS

N.º 002/DSAD/10214/2020

CADEIAS CURTAS E MERCADOS LOCAIS

_COMPONENTE CADEIAS CURTAS_

(PORTARIA N.º 152/2016, DE 25 DE MAIO, PORTARIA Nº 249/2016 DE 15 DE
SETEMBRO, PORTARIA N.º 238/2017, DE 28 DE JULHO, PORTARIA Nº 46/2018
DE 12 DE FEVEREIRO E PORTARIA Nº 214/2018 DE 18 DE JULHO, PORTARIA Nº
303/2018 DE 26 DE NOVEMBRO, PORTARIA Nº 133/2019 DE 9 DE MAIO,
PORTARIA Nº 250/2019, DE 8 DE AGOSTO E PORTARIA Nº 338/2019, DE 30 DE
SETEMBRO)

Encontra-se aberto o período de submissão de candidaturas à medida
” CADEIAS CURTAS E MERCADOS LOCAIS _COMPONENTE CADEIAS CURTAS_ ” entre
06 de Março 2020 (09:00:00) e 30 de Abril de 2020 (16:59:59)  ao
abrigo do disposto na Portaria supra identificada, que estabelece o
regime de aplicação da Ação n.º 10.2. do PDR 2020, na tipologia
referida na alínea e) do art.º 2.º da referida Portaria.

Consultar documentação:

Aviso do Concurso: Aviso N.º 002/DSAD/10214/2020

Portaria n.º 152/2016, de 25 de maio: Portaria_152_2016

Portaria n.º 249/2016, de 15 de setembro: Portaria_249_2016

Portaria n.º 238/2017 de 28 de julho: Portaria_238_2017

Portaria n.º 46/2018 de 12 de fevereiro: Portaria_46_2018

Portaria n.º 303/2018 de 26 de novembro: Portaria_303_2018

Portaria n.º 133/2019 de 09 de maio: Portaria_133_2019

Portaria n.º 250/2019 de 08 de agosto: Portaria_250_2019

Portaria n.º 338/2019 de 30 de setembro: Portaria_338_2019

Orientação Técnica Específica: OTE_47_2016

Plano de Investimento: Plano_de_Investimento

Pode obter mais informações em https://www.pdr-2020.pt/[1],
https://www.portugal2020.pt/[2] ou junto da Douro Superior, Associação
de Desenvolvimento.

SUBMETER CANDIDATURAS EM PDR2020 – www.pdr-2020.pt/site[3]

Exmos. Senhores, informação para registo do Livro de Reclamações Eletrónico

Na sequência das comunicações anteriores, serve a presente para informar os respetivos associados de que se encontram atualmente registados na plataforma do livro de Reclamações eletrónico apenas cerca de 220 000 operadores o que significa que muitos profissionais vendedores e prestadores de serviços ainda não disponibilizam o formato eletrónico.

Neste contexto, solicita-se  para realizarem o registo o mais rapidamente possível de modo a evitar constrangimentos tecnológicos nos últimos dias de dezembro.
Recorda-se que de acordo com comunicado do Gabinete do Senhor Secretário de Estado da Defesa do Consumidor o prazo para registo foi alargando até 31 de dezembro de 2019.
(https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/comunicacao/comunicado?i=registo-na-plataforma-digital-do-livro-de-reclamacoes)
Em caso de dúvida sobre se deve dispor do mesmo, consulte a informação disponível em www.consumidor.gov.pt ou contacte a linha de atendimento e suporte através do 217 810 875.
O Livro de Reclamações Eletrónico é um projeto da responsabilidade da Direção-Geral do Consumidor/Ministério da Economia e da Imprensa Nacional Casa da Moeda.

WORKSHOP MOBILIDADE ELÉTRICA OPORTUNIDADES E DESAFIOS NO SETOR TURÍSTICO

Workshop Mobilidade Elétrica, porque a redução das emissões de gases de efeito estufa por parte do setor dos transportes é um grande desafio para impedir as alterações climáticas a nível global.
Mais de um quarto de todas as emissões relacionadas com o uso de energia no mundo são causadas pelo transporte de pessoas e bens. A redução das emissões resultantes da mobilidade é necessária, não só,
para alcançar o objetivo de combater o aumento de 1,5 graus da temperatura global, estabelecido no Acordo de Paris sobre as alterações climáticas, mas também,
para mudar o rumo do crescimento em matéria de igualdade social, prosperidade económica e qualidade de vida urbana.

TORRE DE MONCORVO Auditório da Associação Comercial e Industrial de Moncorvo Das 10:30 ás 13:00

Quinta-Feira / 20 de Fevereiro – 2020

Durante os últimos anos, foram muitas as inovações tecnológicas que provocaram grandes mudanças no SETOR TURÍSTICO, como por exemplo disso é o aparecimento da Internet.
Encontramo-nos atualmente perante uma nova ferramenta tecnológica que, claramente, alavancará uma nova evolução no turismo: a MOBILIDADE ELÉTRICA.

UMA GRANDE OPORTUNIDADE PARA O SETOR TURÍSTICO

Adegas, Alojamentos Turísticos, Restaurantes, Empresas de Turismo Ativo, Museus e Centros de Interpretação, serão as novas estações de recarga para os veículos elétricos do futuro.

Nos dias de hoje, somos mais de 1.000.000 os europeus que nos deslocamos com veículos elétricos e num futuro próximo seremos quase todos. Portanto não renuncie os seus clientes!

Já pensou que os clientes proprietários de veículos elétricos não poderão aceder ao seu negócio se não dispõe de um sistema de carregamento rápido para os mesmos?
Já pensou que se os seus clientes estacionarem os seus veículos mais de 30 minutos junto do seu negócio, poderá aumentar a sua atividade económica convertendo-se num fornecedor de energia para estes veículos
?

VER COMUNICADO:WORKSHOP-MOBILIDADE-ELETRICA

Caro (s) Associado (s),

É nosso objetivo ter os nossos associados informados sobre todos os temas que dizem respeito à atividade empresarial e comercial, desta forma, iremos realizar  no dia 11 de Fevereiro às 20H00 no Auditório da Casa da Cultura de Mogadouro, uma sessão de esclarecimento sobre as Obrigações fiscais e novas regras de facturação ( DL 28/2019), contará com a presença dos inspetores AT – Autoridade Tributaria.

Estas novas regras e leis têm um grande impacto na atividade de todos nós, devemos assim aproveitar esta iniciativa para estar bem informado.

A sessão é grátis e aberta a todos os empresários.

Agradecemos assim a vossa presença pela importância dos temas a serem abordados e por terem a possibilidade de esclarecerem assuntos pertinentes às vossas empresas.

Com os melhores cumprimentos.
A direção ACISM